sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Exposição ExistenCidades encerra temporada no MAMAM

O que você achou? 

A exposição ExistenCidades, do fotógrafo Beto Figueiroa, convida o público a refletir sobre texturas e espaços urbanos.










Em cartaz desde maio, a exposição ExistenCidades, do fotógrafo Beto Figueiroa, encerra temporada no próximo domingo (12). 

A mostra, em cartaz no Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (MAMAM) convida o público a refletir sobre texturas e espaços urbanos.

O acervo da exposição,conta com um conjunto de 13 imagens coloridas, expostas em formato de lambe-lambe, captadas em diversos lugares por onde Beto Figueiroa passou, como Lajedo, Maceió, Mossoró, Goiana, Recife, Porto de Pedras, Serrita, Bonança e Ilha de Marajó.

O objetivo é questionar a forma como o concreto está avançando sobre o convívio e sobre o afeto nas texturas urbanas atuais, as imagens são apresentadas ao público entre andaimes de construções vazados, em projeto cenográfico assinado por Luciana Calheiros e Aurélio Velho, da Zolu Design.

Além das imagens, a narrativa da exposição é reforçada por textos assinados pelo músico Jr. Black. São cinco textos, escritos em primeira pessoa, que narram histórias inventadas por Black para os personagens e cenários retratados por Beto.

A realização é da Jaraguá Produções, com incentivo do Governo do Estado de Pernambuco, por meio do Funcultura.


Sobre Beto Figueiroa 

Com trabalho reconhecido pelas principais premiações do fotojornalismo nacional, como Vladimir Herzog, Beto participou de exposições individuais e coletivas, no Brasil e no exterior, além de ter seu trabalho divulgado em inúmeros livros e revistas. Em 2007, esteve entre os dez brasileiros escolhidos pela Fototeca de Cuba e pelo Instituto de Mídia e Arte – Imea (SP) para representar a fotografia brasileira, sendo o mais jovem da seleção na mostra “Mirame – uma ventana da fotografia brasileña”, em Havana. Em 2014, lançou a exposição "Morro de Fé", com curadoria de Mateus Sá, formada por 25 fotografias coloridas e em preto e branco, impressas em grandes formatos, ocupando paredes e telhados com até 14 metros de largura. Em 2016, lançou o livro “Banzo” pela editora Olhavê.


Serviço

Exposição ExistenCidades, do fotógrafo Beto Figueiroa

Data: Até domingo, 12 de agosto

Local: MAMAM, na Rua da Aurora, 265 - Boa Vista, Recife 
Horário: Terça a sexta, das 12h às 18h e sábados e domingos, das 13h às 17h

Entrada gratuita.


Nenhum comentário:

Postar um comentário