quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Academia Pernambucana de Letras promove roda de conversa com poesia

O que você achou? 
No próximo dia 15 poeta e cineasta debatem sobre a poesia no cinema .
No dia 15 setembro, sábado, às 15h haverá na biblioteca da APL o "Projeto Roda de Conversas" sob a coordenação do acadêmico Cícero Belmar. Colocando em pauta o tema: “Nos Braços do Pajeú” tendo como debatedores o cineasta Petrônio de Lorena e o poeta Jorge Filó. 

Será exibido gratuitamente  o filme “O Silêncio da Noite é que tem sido Testemunha de Minhas Amarguras” que está em cartaz em todo o Brasil. O filme  foi dirigido por Petrônio de Lorena que passou seis anos em pesquisa, filmagens e montagem. O título “O Silêncio da Noite é que tem sido Testemunha de Minhas Amarguras” foi tirado de um verso dito por uma das personagens entrevistados. 

O longa, que tem 1hora e 20 minutos de duração, mostra que numa região do sertão, na divisa de Pernambucano com a Paraíba, se passa um fenômeno curioso: pessoas nascem, vivem e morrem poetas, convivendo dia a dia com a arte da rima, entranhada no cotidiano da população, que perpetua a tradição ao longo de gerações. Aos versos de métricas exigentes fundem-se declamadores, sonetistas, cantadores, violas e o improviso. Além de Severina Branca, cuja noite é que tem sido testemunha de suas amarguras. 
O poeta Jorge Filó vai explicar por que a sub-região pernambucana do Pajeú, que motivou o filme, é pródiga em poesia. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário