quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Leopoldo Nóbrega assina figurinos da abertura do Carnaval de Recife

O que você achou? 
Intitulado “Carnaval de Todo Mundo” espetáculo celebra as periferias da cidade e os vários ritmos e tradições culturais que brotam delas.
O artista plástico pernambucano, designer, cenógrafo e consultor de moda Leopoldo Nóbrega se lança em mais um grande desafio no Carnaval do Recife. Sendo um verdadeiro prodígio entre as telas e tintas, Nóbrega será o responsável por todo o figurino do espetáculo de abertura do palco Marco Zero, principal palco do Carnaval da cidade.

No espetáculo, Leopoldo tem a missão de representar através dos figurinos, o “Carnaval de Todo Mundo”. Ao todo serão 100 profissionais entre bailarinos e músicos, divididos em seis cenas, para celebrar as periferias da cidade e os vários ritmos e tradições culturais que brotam delas. 

“Carnaval de Todo Mundo” tem direção do espetáculo orquestrada pelo bailarino pernambucano Dielson Pessoa, direção musical de Cesar Michillis e Juanna Crisóstono Lyra assina a assistência de figurino. 

Leopoldo explica que cada um dos seis temas do espetáculo de abertura do Carnaval serviu de mote para inspiração dos figurinos. Mas, segundo ele, três momentos serão mais marcantes para o figurino. “O ‘Caldeirão Afro Brasileiro”, que abre o espetáculo, terá tecidos elásticos e prints digitais que remetem às pinturas corporais tribais com textura artística autoral. Já no “Delírios Tecnológicos” vamos usar figurinos elaborados com fitas de LED e objetos luminotécnicos que interagem com os movimentos. “Outro momento que merece destaque é o “Batalha de Rua”, onde utilizaremos resíduos de Jeans do Polo Agreste”, conta o artista.

Para executar o projeto, Leopoldo comanda uma equipe de doze carnavalescos da Bomba do Hemetério e mais oito técnicos do Arte Plenna, empresa de Leopoldo com a irmã e sócia Germana Nóbrega, que abraçaram a missão de fortalecer e integrar a cultura do estado através da moda, das artes, das tecnologias, sustentabilidade, dos artesanatos e sobretudo fomentando um legado humanista. 




Nenhum comentário:

Postar um comentário