quinta-feira, 13 de junho de 2019

Escritor Vandeck Santiago lança Iivro nesta quinta-feira (13)

O que você achou? 

Além da fotobiografia também será aberta no mesmo horário a exposição que promete aos visitantes uma viagem sensorial ao universo e à cultura sertaneja.

A partir das 19h, desta quinta-feira (13), o jornalista e escritor Vandeck Santiago, estará lançando na Sala São Francisco do Museu do Cais do Sertão, a biografia do padre João Câncio intitulada ''João Câncio, o padre vaqueiro''.

O evento acontece dentro da programação do projeto Tengo Lengo Tengo – ação cultural do Governo do Estado que marca os trinta anos de morte de Luiz Gonzaga e do padre João Câncio, idealizadores da Missa do Vaqueiro de Serrita. 


Além da fotobiografia também será aberta no mesmo horário a exposição do projeto, que promete aos visitantes uma viagem sensorial ao universo e à cultura sertaneja.

Ao longo de 120 páginas e em mais de 60 fotografias o autor conta em formato de uma grande reportagem, a história de vida de João Câncio, ordenado aos 28 anos, em Petrolina, e que teve a cidade de Serrita como sua primeira paróquia. 

Depoimentos de personagens importantes que conviveram com o padre, a relação de admiração e amizade entre João Câncio e Luiz Gonzaga, primo de Raimundo Jacó, e a mobilização de ambos para que a Missa do Vaqueiro se transformasse em um evento conhecido nacionalmente são alguns pontos importantes destacados na obra.

A viúva do padre Helena Câncio apresenta o livro. Ao lado dos filhos, ela criou a Fundação Padre João Câncio que desenvolve extenso trabalho de incentivo à cultura sertaneja e fortalecimento da Missa do Vaqueiro. 

João Câncio morreu no dia 10 de fevereiro de 1989, ano que completaria 53 anos de idade. O livro tem apoio cultural da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe).

Exposição


Paralelo ao lançamento da fotobiografia, o projeto Tengo Lengo Tengo também inaugura nesta quinta-feira (13) a exposição que ficará aberta até o dia 27 de agosto na Sala São Francisco. Dividida em três seções, a mostra usará recursos visuais, efeitos sonoros, cenográficos e muita música para revelar ao visitante a riqueza geográfica e cultural do Sertão. 

O projeto Tengo Lengo Tengo é realizado pela Secretaria de Turismo, com apoio da Cepe, Museu Cais do Sertão, Prefeitura do Recife e da Janela Gestão de Projetos.


Serviço

Lançamento da fotobiografia João Câncio e abertura da exposição Tengo, Lengo, Tengo

Data: Quinta 13
Horário: 19h
Local: Museu Cais do Sertão
Endereço: Avenida Alfredo Lisboa, s/n, Bairro do Recife

Nenhum comentário:

Postar um comentário