terça-feira, 17 de dezembro de 2019

Terça Negra abre comemorações dos 20 anos de existência

O que você achou? 

Celebração será realizada no Pátio de São Pedro,com lançamento do livro de autoria da pesquisadora Lúcia dos Prazeres e apresentações de Maracatu.
Nesta terça (17), será realizado na Terça Negra o lançamento do livro sobre a noite de cultura negra no Pátio de São Pedro, além de apresentações de maracatu, afoxé e samba reggae.

Reunindo os grupos que atuam pela cultura e identidade negras no Recife desde os anos 2000, terão início neste dia 17 de dezembro as comemorações de 20 anos de existência da Terça Negra



O evento, que inicia às 19h, no Pátio de São Pedro, terá o lançamento do livro “Terça Negra no Recife: Narrativas sobre Dança, Música, Espiritualidade e Sagrado”, de autoria da pesquisadora Lúcia dos Prazeres, além de apresentações do Maracatu Estrela Dalva, do Afoxé Omô Inã e do grupo de samba reggae Raízes de Quilombo.

Criada como estratégia do Movimento Negro Unificado (MNU) para possibilitar um espaço de encontro e troca de experiências, no centro da cidade, dos grupos que atuavam nas comunidades, a Terça Negra teve a sua primeira edição realizada no ano 2000, na época,no Pagode do Didi. 

Já passaram pelo evento no Pátio de São Pedro mais de 300 grupos, entre afoxés, maracatus, grupos de samba, dança, hip hop, coco, bandas de samba reggae e mangue beat. 

O evento realizou o encontro das pessoas com a força de sua cultura e o reconhecimento de sua identidade, isso reverberou no surgimento de mais iniciativas. 

É sobre o impacto desse encontro de cultura e identidade negra no Recife que trata o livro de Lúcia dos Prazeres, fruto do mestrado da pesquisadora em Ciências da Religião, na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap).

Com cinco capítulos, o livro costura as narrativas de 12 personagens que transformaram a experiência do povo negro no Recife e tiveram suas próprias histórias fortalecidas pelos encontros de música e dança no Pátio de São Pedro.

Nas apresentações, o grupo de samba reggae Raízes de Quilombo, originado no Morro da

Conceição e que esteve presente na primeira edição da Terça Negra, irá tocar músicas do repertório próprio e ainda algumas composições do Ilê Aiyê.

O Afoxé Omô Inã, da Mangabeira, irá lançar a música tema do Carnaval de 2020, fazendo uma homenagem a um ano de falecimento do Pai de Santo, Pai Jefferson.

 A música fala da história, essência e ciência do sacerdote dentro do afoxé. Já o Maracatu Estrela Dalva, criado na comunidade de Joana Bezerra, irá tocar músicas em homenagem a Xangô, com o tema do Carnaval de 2019, “Machado Brilhante”.

Serviço:

O quê: Abertura da celebração dos 20 anos da Terça Negra, 
Quando: Terça-feira, 17 de Dezembro, a partir das 19h
Onde: Pátio de São Pedro, bairro de Santo Antônio, Recife - PE
Acesso Livre

Nenhum comentário:

Postar um comentário